[SWD] Magic Sword: Estel (capítulo 10)

Oi oi, pessoal! Crys-chan voltou com mais Magic Sword. Espero que gostem! :)

Estel (História Principal) – Capítulo 10

Você: Bem quando eu estava prestes a esfaquear Merlin com Excalibur...
???: Espere!
Você: Sua voz autoritária badalou pela sala do trono.
Você: Eu conheço essa voz...
Arthur: Eu dificilmente posso acreditar no que aconteceu em minha ausência!
Você: Rei Arthur...!
Arthur: Princesa Lily, eu achei que você era uma garota sábia...
Você: Arthur deslizou sua espada para fora e me encarou com fendas por olhos.
Arthur: Parece que eu devo completamente limpar Theodore de uma vez por todas.
Você: Por favor, sua Majestade! Eu não vim aqui para lutar.
Arthur: Como você ousa vomitar essa mentira enquanto segura o tesouro sagrado de meu reino em suas mãos.
Você: A espada de Rei Arthur voou a mim.
Tinido!
Você: Estel pulou no último momento com Excalibur e refletiu o ataque.
Estel: Lily, eu cuidarei disso. Fuja agora!
Você: Mas eu não posso deixar você, Estel.
Estel: Não se preocupe comigo. Vá...!
Arthur: Você acha que pode me derrotar, elfo?
Estel: Você está certo, eu não posso derrotar você por meios normais. Entretanto...!
Você: Com o eco da voz de Estel, Excalibur brilhou com luz.
Arthur: O quê!? O que foi essa luz...
Estel: Excalibur abriga um espírito. Eu gostaria que você provasse seu poder de outro mundo.
Você: Estel levantou Excalibur e correu a Arthur.
Arthur: Umf! Não pobre...!
Você: Arthur mal tinha desviado o ataque. Sem esperar, Estel acertou ao pé de Arthur.
Estel: Por que, seu...!
Arthur: Garoto fraco!
Você: O poder recente de Estel tinha o colocado em igual nível com Arthur.
Você: (Ele está igualmente páreo com o grande Rei Arthur. Apenas quão poderosa é Excalibur?)
Você: Enquanto eu observava os dois homens lutarem em um transe, eu fui agarrada por trás.
Merlin: Isso acaba agora!
Você: Ah...! So-solte-me!
Merlin: Entregue Excalibur para mim e eu soltarei a garota.
Estel: Lily...!
Você: Estel, não a escute! Não dê a espada a ela!
Estel: Mas, Lily...
Você: Excalibur é o tesouro de Theodore... Nós não devemos deixar ninguém tê-la...!
Merlin: Fique em silêncio!
Você: Os braços de Merlin me prenderam ainda mais forte.
Merlin: Excalibur pertence a nós! Nós não deixaremos vocês a terem!
Você: Você ainda diz essa mentira...!? Além disso, mesmo se Arthur dominar o mundo com uma espada roubada... Isso não seria uma reflexão de seu verdadeiro poder!
Arthur: O quê!?
Merlin: Cale-se!
Você: Eletricidade estalou ao redor do cajado de Merlin.
Estel: Lily...!
Você: Estel virou suas costas para Arthur e correu para mim como uma rajada de vento. Ele arrebatou o cajado de Merlin com Excalibur.
Merlin: Ah...!
Você: O impacto a empurrou para trás.
Você: Ah!
Você: Eu vacilei para frente, mas Estel me pegou.
Estel: Você está bem?
- Tenha cuidado com Merlin
-Sim, obrigada.
A resposta “Sim, obrigada” dá pontos de romance com o Estel.
Você: Obrigada, Estel...
Você: Eu tentei parecer orgulhosa, mas minha mão estava claramente tremendo. Estel firmemente agarrou minha tímida mão.
Estel: Eu sinto tanto que te assustei. Eu era suposto a fazer você se sentir segura. Mas não há necessidade de se preocupar agora.
Você: A compaixão de Estel fluiu por sua mão e em meu coração... Eu senti a tensão dentro de mim aliviar pouco a pouco... Eu não tive muito tempo para me recuperar. Merlin silenciosamente se levantou atrás de mim.
Merlin: Você vai pagar caro... Qualquer um que se atreva a desafiar meu Arthur deve pagar! Você diz que eu roubei Excalibur? Eu digo que foi justificado! Um reino insignificante como Theodore não tem direito a ela.
Arthur: Merlin...!?
Merlin: Mas eu tenho! Eu vou cuidar disso para que Arthur domine o mundo, mesmo se eu tiver que cortar todos os outros no processo!
Tapa!
Você: Arthur tinha marchado até Merlin e estapeado sua bochecha.
Arthur: Basta disso, Merlin.
Merlin: M-mas por quê!? Theodore, e aquela garota estúpida, eles enganaram você...
Arthur: Excalibur realmente era nossa para tomarmos?
Merlin: Ah...!
Arthur: Quando a Princesa Lily disse essas palavras, seus olhos eram verdadeiros.
Você: Rei Arthur...! Você verdadeiramente acredita em mim!?
Arthur: Sim.
Você: Arthur assentiu. Merlin desesperadamente se pendurou nele.
Merlin: P-por favor, reconsidere, meu lorde! Excalibur pertence a você. Ninguém além de você é digno de empunhá-la...!
Arthur: Eu não desejo alcançar poder roubando-o de outra pessoa.
Merlin: Nn!
Você: O sangue drenou do rosto de Merlin às palavras de Arthur.
Arthur: Merlin, você realmente deseja que eu me torne um falso Rei do mundo?
Merlin: De jeito nenhum! Arthur, você é um rei entre reis! Você nunca poderia ser falso...
Arthur: Você não pode me ouvir, Merlin? Eu não desejo isso.
Você: Rei Arthur sorriu calorosamente e virou para me encarar.
Arthur: Princesa Lily, minhas desculpas.
Você: Não, Majestade, por favor, levante sua cabeça!
Arthur: Mas, Princesa... Eu temo que o que eu fiz a Theodore não possa ser perdoado...!
Você: Os punhos fechados de Rei Arthur tremeram e seu rosto ficou nublado com sofrimento. Eu podia ver que ele estava verdadeiramente arrependido.
Você: Você pode estar certo, Majestade. Mas você reconhece isso livremente. Apenas isto repara por isso.
Arthur: Princesa Lily... Obrigado.
Você: Arthur sorriu, então chamou por seu guarda.
Arthur: Pare a luta de uma vez.
Guarda: Sim!
Arthur: E agora... Você, meu rapaz.
Estel: ...?
Arthur: Você dirá a seus companheiros para também parar a luta?
Estel: Por que eu devo...
Você: Eles não acreditarão que a ordem é genuína a menos que venha de um companheiro... Estel, você pode?
Você: Estel me encarou por um momento, então suspirou profundamente.
Estel: ... Se você me manda, eu não posso desobedecer.
Você: Obrigada!
Arthur: Merlin, tenha suas feridas cuidadas imediatamente.
Merlin: I-isso é apenas um arranhão!
Arthur: Não seja boba. Você não pode me convencer que suas profundas feridas são meros arranhões.
Merlin: ... Sim, Majestade.
Arthur: Nós conversaremos sobre Excalibur mais tarde.
Merlin: ...
Arthur: Mas por agora, Merlin, por favor. Você deve ser curada.
Merlin: ... Muito bem, meu lorde.
Você: Arthur chamou outro guarda, quem então levou Merlin. A agora pacífica sala do trono caiu em silêncio. Tempo pareceu se arrastar lentamente com apenas Rei Arthur como minha companhia.
Arthur: Hmhmhm, eu não posso evitar ficar impressionado por sua tenacidade.
Você: Eu sinto muito, Majestade...
Arthur: Não, eu não me importo. Eu teria lutado de volta igualmente brutalmente.
Você: Eu não queria ter que lutar, em primeiro lugar...
Arthur: Eu entendo. Merlin. Ela se deixa levar algumas vezes.
Você: Arthur sorriu enquanto me encarava diretamente.
Arthur: Mas eu estou surpreso que você, quem é tão jovem, iria viajar todo o caminho para meu castelo... Você e sua mãe foram bem resilientes depois da morte de seu pai.
Você: S-sim, Majestade.
Arthur: Quando eu a conheci pela primeira vez, você era uma mera garotinha amarrada às cordas da veste da Rainha... E aqui você está agora, uma forte mulher capaz de recuperar o tesouro perdido de seu reino.
Você: Eu não pude evitar corar ao elogio de Rei Arthur.
Você: Eu meramente tentei meu melhor para fazer o que eu podia.
Arthur: Mas a busca não foi dura?
Você: ... É como você diz. Houve realmente tempos difíceis. Mas eu não estava sozinha.
Você: Fechando meus olhos, eu me lembrei de Mamãe. Então, rostos dos servos do castelo e plebeus apareceram. Então, o apaixonado Ethan. O bruto Ray. E por fim... O rosto de meu profundamente amado, Estel.
Arthur: ... Princesa Lily, você é bem forte. Forte, e ainda linda.
Você: V-você não precisa me lisonjear assim.
Arthur: Não, eu falo a verdade. Você é linda. Por dentro e por fora.
Você: Rei Arthur gentilmente tomou minha mão.
Arthur: Eu desejo olhar para seu lindo sorriso todo dia, Princesa Lily.
Você: O-o quê!?
Arthur: Você não ficaria aqui comigo em Logres? Seu sorriso certamente irá aliviar os corações de meus cidadãos... E meu coração também.
Você: Eu estava tonta da repentina proposta.
Você: (Para ser honesta, eu estou muito lisonjeada. Mas eu não posso. Eu amo Estel demais...)
Você: Quando eu imaginei Estel em minha mente, eu ouvi Rei Arthur suspirar. Eu olhei para Arthur e vi ombros caídos e um triste sorriso.
Arthur: ... Pelo seu rosto, está claro. Você já ama outro homem.
Você: Huh!? Como você sabia disso!? Oh, eu vejo...
Arthur: Eu meio-enganei você agora. A outra metade... Foi um palpite.
Você: Rei Arthur suspirou e encarou apático na distância.
Arthur: Eu invejo esse homem. Ele tem plena posse de seu coração.
Você: R-Rei Arthur...
Você: Enquanto eu tropecei para encontrar palavras, Estel voltou correndo para nós.
Estel: Ray e Ethan: mensagem recebida.
Você: Obrigada, Estel.
Estel: ...
Você: Estel?
Estel: Alguma coisa aconteceu com Rei Arthur enquanto eu estava fora?
-Nós apenas conversamos.
-Nada aconteceu.
A resposta “Nós apenas conversamos” dá pontos de romance com o Estel.
Você: Você estava preocupado? Está tudo bem. Nós estávamos apenas conversando.
Estel: ... Conversando? Sobre o quê.
Você: Eu me encolhi um pouco ao ver sua careta suspeita.
Você: N-nada. Eu estava apenas me desculpando por quebrar a sala do trono...
Você: Estel então virou e encarou duramente a Rei Arthur.
Arthur: Sim. Isso é verdade.
Estel: ... Contanto que isso seja tudo.
Você: Estel suspirou em alívio e deslizou ao meu lado. Então ele deslizou um braço ao redor de minha cintura e puxou-me para ele.
Você: (Eu me pergunto se Estel está com ciúmes.)
Você: Essa noção me fez feliz. Um sorriso formou em meu rosto.
Estel: Por que você está sorrindo?
Você: Nenhuma razão. Eu só estou feliz.
Estel: Feliz? Sobre o quê.
Você: Estel me espiou e suavemente agarrou minha mão. Seu toque transmitiu a solidão que ele sentiu quando nós estivemos separados apenas há alguns minutos.
Arthur: Eu vejo. Agora eu entendo...
Você: Ah! Um, Majestade! Isso não é...
Arthur: Vocês se colocam em exibição para me manter sob controle?
Você: Rei Arthur sorriu para nós. Estel encarou friamente de volta.
Estel: Se você está insinuando o que eu penso que está, então sim.
Arthur: Você é bem direto em suas palavras.
Estel: Isso é como eu normalmente falo.
Você: (Sou só eu ou isso são faíscas voando entre Rei Arthur e Estel?)
Você: Incerta do que fazer, eu me inquietei e corei. Estel me salvou ao falar primeiro.
Estel: Lily. Tome Excalibur.
Você: É mesmo. Eu tinha esquecido que você tem estado segurando-a para mim. Mas... Excalibur liberou seu verdadeiro poder para você. Eu acho que você é o verdadeiro mestre...
Estel: Excalibur respondeu a mim, mas ele não tem nenhum interesse em mim. Pois Excalibur é o tesouro de Theodore, não meu.
Você: Eu vejo... Então eu o tomarei.
Você: Eu tomei Excalibur de Estel.
Arthur: Eu verdadeiramente estava impressionado por essa maravilhosa espada.
Você: A lenda diz que Excalibur foi concedida ao antigo rei de Theodore pela Dama do Lago.
Arthur: Eu vejo. Uma espada dos espíritos.
Você: Arthur assentiu e tocou a ponta de Excalibur. Logo então, eu senti os poderes de Excalibur fluírem em mim.
Você: O que está acontecendo...!
Estel: O que está errado!? Lily!
Você: Eu sinto poder fluindo de Excalibur.
Estel: O que você quer dizer?
Você: Eu não tenho certeza. Mas... Eu acho que isso significa que Rei Arthur é também digno de brandir Excalibur...
Você: Eu ofereci o punho de Excalibur para Rei Arthur.
Você: Rei Arthur, você aceitaria a posse de Excalibur?
Arthur: Eu iria. Mas esse não é o tesouro de Theodore?
Você: Sim. E por esse tesouro, eu viajei tão longe. Entretanto, Excalibur está me mostrando seu verdadeiro mestre...
Arthur: ...
Você: Depois de encarar Excalibur por um momento, Rei Arthur finalmente a içou no ar.
Arthur: Deixe-nos levantar Excalibur por Logres e Theodore. No nome da paz de nossos e de nossos reinos vizinhos!
Você: Rei Arthur...!
Arthur: Nós não podemos reclamar o passado. Mas nós podemos proteger nosso futuro. Para perdoar nossos pecados do passado, eu desejo usar essa espada por Theodore.
Estel: Lily, você tem certeza disso?
Você: Eu tenho. Isso é o que eu desejo. Theodore e Logres já foram aliados. Eu quero ser unida novamente.
Estel: Se essa é a sua vontade, Lily, então eu concordo com ela.
Você: Estel deu um passo à frente e encarou fixamente a Rei Arthur.
Estel: Cuide bem de Theodore, Majestade.
Arthur: Sim, eu devo.
Estel: Embora cuidar de Lily será meu dever pessoal.
Arthur: Nada disso, eu irei alegremente cuidar dela eu mesmo.
Estel: Não, obrigado. Lily pertence a mim.
Arthur: Excesso de possessividade não é admirado. Você deve respeitar sua dama.
Estel: Lily e eu temos uma relação muito próxima. Protocolo social não nos diz respeito.
Você: Faíscas mais uma vez voaram entre os dois homens... Ou era o que parecia.
Você: Por favor, parem de brigar, vocês dois.
Estel: Isso não é briga. É conselho.
Arthur: Sim. Um aviso.
Você: (Ou eu estava certa todo esse tempo!?)
Você: Estel abraçou meu corpo ansioso.
Você: Estel...
Você: Meu coração gritou de seu toque. Então Rei Arthur suavemente tocou minha mão.
Você: R-Rei Arthur!?
Você: (Eu devolvi Excalibur, então por que a briga não acabou!? Como eu vou consertar isso!?)
Você: Os homens encararam um ao outro de ambos os lados enquanto eu gritava internamente.

Carta do Capítulo 10
DE: Estel
PARA: Lily
ASSUNTO: Parabéns.
Isso finalmente traz a tudo um fim. Eu elogio você. Sua tenacidade e trabalho duro foram cruciais para essa busca. Então por favor, não se canse mais. Descanse por um tempo.

Esse é o fim do capítulo 10. Até a próxima! :)

Comentários

Mais Vistas ♥