18 de maio de 2017

Bad Boys Do It Better: Keiichiro (Final After Class)

Oi oi, pessoal! Crys-chan voltou com mais Bad Boys. Esse é um dos dois finais. Espero que gostem! :)

Depois da confissão de Kei. Sentindo-nos mais confortáveis um com o outro, nós dois retornamos ao dormitório e encontramos todo mundo esperando por nós.
Akira: Ah, falando do diabo, eles estão de volta.
Yu: Bem-vindo de volta, vocês dois!
Sakura: Uh, obrigada...
(Por que eles estão todos sorrindo para nós...?)
Yu: Então, o que aconteceu?
Sakura: O-O que você quer dizer...?
Akira: Huh, Kei não te disse como ele se sente sobre você, Sakura?
Sakura: O quê!?
(C-Como eles sabiam?!)
Vendo minha expressão chocada, todos sorriem ainda mais.
Ryoji: Bem feito, vocês dois.
Keiichiro: Sim.
Sakura: Você só vai admitir assim?!
Keiichiro: Isso é ruim?
Sakura: N-Não, mas, bem...
(Fazendo oficial na frente de todos assim é tão embaraçoso. Eu mesma nem acredito ainda...)
Akira: Isso é ótimo, certo, Sakura? Eu sabia desde o começo que vocês deveriam ficar juntos.
Rei: Fácil para você dizer, depois de tudo que se passou na enfermaria naquele primeiro dia...
Yu: Eu pareço me lembrar que Akira disse que estava namorando Sakura oficialmente, também.
Keiichiro: ......
Akira: Aq-Aquilo foi só um cumprimento amigável! Eu não falei sério.
Keiichiro: Sério?
Sakura: S-Sim. Sério.
(Uau, ele está realmente surpreso...)
Keiichiro: ... Isso é bom.
Akira: Ufa, obrigado...
Naquele momento, o exterior durão de Kei se suaviza, fazendo Aki relaxar.
Ryoji: Então, Minase. Como você se apaixonou por uma garota como ela?
Sakura: Ei...!
(Uma garota como ela, que rude...)
Yu: Ei, sim, eu quero saber!
Rei: Vocês são tão rudes.
Akira: Aw, qual é, está tudo bem. Não é como se fosse algo que acontece todo o tempo. Eu quero dizer, nós viemos ajudar a chutar as bundas daqueles caras para você.
Keiichiro: ...
Todo mundo olha para Kei com curiosidade.
(...Eu quero saber disso também, para ser honesta. Mas se eu perguntasse na frente de todo mundo, bem...)
Keiichiro: Desde a primeira vez que eu a vi.
Sakura: Oh...
Ryoji: Você quer dizer que foi amor à primeira vista?
Yu: Awwwww, Kei!
Akira: Huh, então mesmo um cara que odeia garotas pode se apaixonar tão rápido.
Rei: Isso é tão estranho.
(Ele se apaixonou por mim desde a primeira vez que me viu...? Mas, a primeira vez que nos encontramos foi...)
Sakura: Aaahhh!
Keiichiro: Mas que... Por que tem uma garota...
Natsuo: Oh, puxa! Keiichiro, o que você pensa que está fazendo?!
Keiichiro: Eu estou segurando uma toalha sobre mim mesmo, eu achei que fosse o suficiente.
(... Daquela vez? Ele se apaixonou por mim enquanto estava seminu...!? Kei é um cara tão estranho...)
Apesar do quão surpreendente é, ouvir Kei dizer “amor à primeira vista” faz meu coração palpitar. Naquela noite, todos nós comemos o jantar juntos como o habitual, mas eu estou nas nuvens. No dia seguinte, no almoço.
Sakura: Aqui está, Kei.
Keiichiro: Uma merendeira...?
Sakura: Sim, eu pensei que poderíamos comer juntos, então eu fiz um para você, também. Sabe, para celebrar o fim da sua suspensão.
Keiichiro: Eu vejo. Obrigado.
Abrindo o recipiente, ele dá uma grande mordida da omelete doce enrolada de dentro.
Keiichiro: Está delicioso.
Sakura: Sério?! Estou feliz, eu não os faço há tanto tempo, então estava um pouco preocupada...
Keiichiro: Não, está perfeito. Você é uma ótima cozinheira.
Sakura: Aww, obrigada, Kei!
Eu abro meu almoço enquanto Kei morde outra vez.
(Sentar aqui e comer almoço com alguém que você ama é tão maravilhoso! Hehe, eu estou tão feliz.)
Nós comemos silenciosamente juntos. E então, Kei se pronuncia.
Keiichiro: Desculpe sobre ontem.
Sakura: Hm? Por que você está se desculpando?
Keiichiro: Bem, eu pensei que você estava provavelmente envergonhada, Sakura... Eu estava muito pego no momento e disse demais. Desculpe.
Sakura: Não, de jeito nenhum! Você não precisa se desculpar! Eu estava tão feliz de ouvir o que você realmente pensava.
Keiichiro: Oh. Você estava tão quieta depois daquilo, então eu pensei que tinha feito algo errado.
(...Bem, foi meio constrangedor, mas não tão ruim, afinal. Falando de querer saber coisas, eu realmente deveria perguntar sobre aquilo...)
Sakura: E-Então... Sobre o dia que você se apaixonou por mim, eu...
Keiichiro: Hm?
Sakura: A primeira vez que nos encontramos, isso foi o dia que eu vim para o dormitório, certo?
Keiichiro: ...Oh. Você não sabe.
Sakura: Huh...?
Keiichiro: Não, na verdade, foi antes de você se mudar para o dormitório, Sakura.
Sakura: Sem chance! Eu não acho que nos encontramos antes daquilo! Certo?
Keiichiro: Você se lembra daquele dia no parque que Ryukai assustou aqueles arruaceiros? Na verdade, eu estava lá no parque aquele dia também.
Sakura: O quê! Sério?!
(Mas, naquela hora, eu achei que Ryo estava lá sozinho...)
Keiichiro: Quando eu estava andando na frente da estação, eu repentinamente vi você, Sakura... E... eu não conseguia tirar meus olhos de você.
Sakura: Oh...
Keiichiro: Antes que eu pudesse fazer alguma coisa, no entanto, Ryukai já tinha te ajudado. Se eu estivesse prestando mais atenção, eu teria ajudado você ao invés...
Dizendo isso, os ombros de Kei caem em derrota.
Sakura: Mas depois daquilo, você foi o único a realmente me ajudar, Kei.
Keiichiro: Ah...
Sakura: Quando eu me mudei para cá, eu estava tão ansiosa... Mas, graças a você, eu superei isso e, agora todo dia tem sido incrível! Então, eu realmente devo tudo a você, Kei. Obrigada.
Keiichiro: ...Não é nada.
Repentinamente envergonhado, Kei desvia o olhar e come seu almoço em silêncio. Eu começo a sorrir para mim mesma porque sua reação é tão fofa.
(Eu não fazia ideia que isso tinha acontecido. Então... nós gostávamos um do outro desde o começo...)
Eu sinto um profundo calor se espalhando por meu peito. Eu nunca me senti assim antes, e eu fico com borboletas em meu estômago. Naquele dia depois da escola. Depois da aula terminar, Kei e eu começamos a andar para casa juntos.
Keiichiro: Faz tanto tempo que eu estava na aula, foi tão cansativo...
Sakura: Sim, você estava realmente focado o dia todo, não estava?
Keiichiro: Eu realmente queria cabular, no entanto, para ser honesto... Mas eu aguentei.
Sakura: Hehe, bom para você.
Kei anda ao meu lado, nossos ritmos combinando um com o outro.
(Oh, não é essa a primeira vez que nós andamos para casa juntos?)
Sakura: Ei, Kei, por que você não montou sua motocicleta para a escola hoje?
Keiichiro: O motor está fazendo um barulho estranho, então está na oficina agora. Parece que eu vou estar andando por um tempo, na verdade.
Sakura: Oh... Bem, é legal andar algumas vezes, não é?
Keiichiro: Sim, eu acho que sim... Andar para casa com você, Sakura, é melhor, no entanto.
Sakura: Aw...
Ouvir isso faz meu coração pular uma batida.
(Kei consegue, algumas vezes, dizer coisas tão amáveis com uma expressão tão séria. Embora ele não pareça perceber...)
Keiichiro: Sakura.
Sakura: S-Sim?
Keiichiro: Quer passear um pouco antes de voltarmos?
Sakura: Ah, claro! Parece divertido!
Sorrindo um para o outro, nós viramos na esquina seguinte.
Sakura: Toshirou.
Toshirou: Miau!
Toshirou pula e, vendo-nos, corre em nossa direção.
Sakura: Você está com fome? Eu sinto muito que estamos tão atrasados. Mas eu tenho um petisco para você.
De dentro da minha mochila escolar, eu tiro um pequeno pacote de carne de bonito.
Keiichiro: Oh...
Sakura: O que foi?
Keiichiro: Eu trouxe um petisco para ela também.
E Kei tira um pacote de carne de bonito de sua mochila, também.
Sakura: Whoa, você trouxe carne de bonito também!? Bem, se é um petisco, então eu suponho que não há nada que Toshirou goste mais que isso.
Keiichiro: Sim, ela realmente não gosta de outra coisa. Sortuda Toshirou, você tem muitos petiscos hoje.
Sakura: Ok, aqui está.
Uma vez que eu coloco a carne de bonito em minha mão, Toshirou começa a pular alegremente.
Sakura: Hahaha, uau, você está assim tão feliz, huh!
Keiichiro: Ei, ei... é melhor você se acalmar ou pode engasgar.
Sakura: Ela deve ter ficado tão faminta.
Keiichiro: Sim... Ei, Toshirou, há muito mais aqui, também.
Dizendo isso, Kei coloca a pilha de carne de bonito na palma de sua mão, também.
(Ah, agora ela está comendo de sua mão também. Uau, ela está comendo tão rápido! Mas, ela pode adoecer se comer tudo isso...)
Enquanto me preocupo com ela, eu observo quando ela engole mais comida. Enquanto eu observo, no entanto, eu percebo que a mão de Kei começou a tremer bem levemente.
Keiichiro: ......
(O rosto de Kei ficou tão severo de repente... Ele parecia bem até agora a pouco, eu me pergunto o que aconteceu...)
Sakura: Kei...?
Keiichiro: ...Ajude.
Sakura: Huh?
Keiichiro: Faz muitas cócegas...
Completamente ignorante da situação, Toshirou continua a comer da mão trêmula de Keiichiro.
Sakura: Você... Esteve tentando aguentar esse tempo inteiro?
Keiichiro: Toshirou está comendo tão alegremente, então... Eu não queria interrompê-la.
(Hehe, isso é tão como Kei, sendo paciente assim pelo bem de outra pessoa! Ele é realmente um bom rapaz...)
E, enquanto isso, Toshirou continua a comer alegremente... Enquanto o pobre Kei tenta seu melhor para não deixar a sensação de cócegas levar o melhor dele. Um pouco de tempo depois.
Keiichiro: ...Eu acho que ela adormeceu.
Sakura: Sim, ela está até roncando. Fofo...
Com seu estômago bem cheio, Toshirou se enrolou em sua caixa de papelão e adormeceu. Acariciando seu lado, ela até parece estar sorrindo enquanto está deitada lá.
Keiichiro: Ela está realmente gosta de você, Sakura.
Sakura: Sério? Eu espero que sim...
Eu repentinamente me lembro de quando eu tinha acabado de chegar no dormitório.
Sakura: ...Kei?
Keiichiro: Hm?
Sakura: Na verdade, quando eu mudei de escola, eu vi você perto do quintal da escola.
Keiichiro: O quintal...?
Sakura: Sim, você encontrou Toshirou na escola, e, você estava alimentando-a, certo?
Keiichiro: Ah. Certo, certo... Então você me viu, huh, Sakura? Eu não fazia ideia que alguém tinha.
Sakura: Eu meio que me escondi, e espiei você.
Keiichiro: ...Oh.
Sakura: Naquela hora, observando você tomar conta de Toshirou daquele jeito, bem, eu pensei... Embora você entre em muitas lutas, eu pensei que você era um cara bem legal no fundo.
Keiichiro: ...
Sakura: E, eu estava certa sobre você. Você é um cara adorável.
Keiichiro: ......
Eu viro na direção de Kei e sorrio. Nossos olhos se encontram e o rosto determinado de Kei se aproxima do meu.
(Hm...?)
No instante seguinte, eu posso sentir quente e suave toque dos lábios de Kei contra os meus.
(Is-Isso...)
Antes que eu perceba, Kei está me beijando.
(Sem chance... Kei e eu estamos... Nós estamos beijando!?)
Keiichiro: ......
Nós lentamente nos separamos... Embora nós nos movemos em sincronia, eu arfo em surpresa.
Sakura: K-Kei...!
Bem quando eu começo a falar, Kei pressiona seu dedo indicador contra meus lábios.
Keiichiro: Shh...
Sakura: Huh!?
Keiichiro: Você acordará Toshirou. Ela ficou assustada na última vez também.
Kei sussurra isso para mim.
Sakura: M-Mas...!
Keiichiro: ...Foi tão ruim assim?
Sakura: N-Não...! É-É apenas... bem...
Keiichiro: ?
Sakura: Aquele... foi meu... primeiro beijo. E-Eu só estava... Eu estava surpresa, isso é tudo...
Keiichiro: Oh. Bem, nós podemos repetir, certo?
Sakura: Huh?
Lentamente pegando minha mão na dele, Kei dá um aperto. Ele vira sua cabeça em minha direção e me olha nos olhos.
Keiichiro: Quando você se sentir pronta, feche seus olhos.
Sakura: Uh...
Keiichiro: Desta vez, eu vou esperar você ficar pronta.
(Mesmo se você dizer isso... ...E-Eu ainda não sei o que fazer!)
Keiichiro: ......
Sakura: ......
Encarando nos olhos um do outro assim, eu sinto meu coração acelerar. Então, de algum modo parece certo, e naquele momento, eu lentamente fecho meus olhos.
(Mm...)
Ainda mais gentilmente que antes, eu sinto os lábios de Kei pressionarem contra os meus. Meu corpo tenso agora começa a relaxar enquanto eu afundo no beijo.
(Mm... Eu não consigo acreditar que Keiichiro está realmente me beijando... Esse é meu primeiro beijo com a pessoa que eu amo...)
Meu coração começa a correr de um modo que eu nunca senti antes. Eu lentamente abro meus olhos e, ao mesmo tempo, lentamente, suavemente, me afasto dos lábios de Kei.
Keiichiro: ...Você está bem?
Sakura: ...?
Keiichiro: Seu rosto está vermelho.
Sakura: Is-Isso é culpa sua, Kei.
Keiichiro: Sério?
Sakura: Bem, você faz meu coração acelerar assim...
Keiichiro: Eu pensei nisso por um tempo, mas...
Sakura: ...O quê?
Keiichiro: Essa parte sua é tão fofa.
Sakura: Huh!?
Keiichiro: ...Uau, você está realmente vermelha agora.
Sakura: Kei, não me provoque assim!
Quando eu cubro minhas bochechas, Kei começa a rir. E então, fica sério novamente.
Keiichiro: Eu me apaixonei por você à primeira vista, Sakura, mas agora, isso é diferente.
Sakura: O quê...?
Keiichiro: Eu meio que percebi depois de passar mais tempo com você.
Sakura: Então... isso significa que... ...Você não gosta de mim?
Keiichiro: Não. Mais que isso, eu sinto que... ...Eu te amo, Sakura.
(Kei...)
Eu aperto a mão de Kei fortemente.
Sakura: Eu também... Eu te amo também, Kei.
Keiichiro: ......
E, sem dizer uma palavra, Kei sorri gentilmente para mim. O sorriso em seu rosto é tão amável, eu me encontro me apaixonando por Kei ainda mais que antes.
Parabéns, você completou o Final Romance Depois da Aula! Você gostaria de tentar o Final Sonhos Adolescentes a seguir? E, agora que vocês são um casal, no epílogo... Você pode passar todo o tempo que quer juntos! Vamos!
Esse é o Final “inocente”. Até a próxima! :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário